13 de outubro de 2013

NEGRAMINA -“Siparuna guianensis Aublet”,- VEGETAÇÃO ENCONTRADA EM MATO GROSSO - NO CERRADO E PANTANAL



Negramina “Siparuna guianensis Aublet”, tem sido apontada como uma das espécies prioritárias de conservação para a região do cerrado brasileiro, os estudos da propagação devem ser incentivados para que este recurso genético esteja disponível às gerações futuras.

No estado de Mato Grosso, foram realizados alguns estudos etnobotânicos com a espécie e, neles, é citada pelo nome vulgar de negramina. Carmona & Guarim Neto (2001) relataram que no leste do estado as folhas da espécie são utilizadas na forma de banho para sinusite. 

Souza (1992) também relata, em pesquisa com moradores da comunidade ribeirinha do Coxipó do Ouro, (Comunidade Morro do São Jerônimo) o uso das folhas em banho para dores no corpo. 

No Alto Coité, em Poxoréo, as pessoas utilizam as sementes - folhas secas junto ao fogo, moídas e misturadas ao fumo ou puras, para cheirar e uso tópico - para curar "malina", que é descrita como dor de cabeça causada pela exposição demasiada ao sol, que provoca corrimento de sangue nasal (Somavilla, 1998). 

No Vale do Aricá, município de Cuiabá, as folhas são utilizadas na forma de chá e banhos para fraqueza e também para malina (Pasa, 1999) e, na Aldeia Pakueran, em Paranatinga, as folhas são fervidas, e utilizadas em banho para febre e "quentura" na cabeça, espécie de enxaqueca (Schimöller, 1997).

Em Nova Xavantina, o sumo das folhas com mastruz - Chenopodium ambrosioides L. (Chenopodiaceae) - é relatado como medicinal para pós-operatório. 

As folhas são utilizadas como repelentes, nos galinheiros, para piolho de galinha e, também, para uso em rituais espirituais (Duarte, 2001). Fontelle (1997) relatou em pesquisa as indicações de raizeiros, que recomendam o uso da folha na forma de decocto e infuso para malina, resfriado e banho de descarrego para mau olhado, podendo, para isso, ser associada à quina (gênero Cinchona), assim como para hipetermia e hemoptise.

Geraldo Lúcio  no meio rural do  Município de Nossa Senhora do Livramento em Mato Grosso, mostrando a Negramina

Sr. Angelo, da Comunidade Quilombola Jacaré de Baixo, do Município de Nossa Senhora do Livramento em Mato Grosso, mostrando a Negramina















3 comentários:

  1. Primeiramente bom dia. Aqui em bertioga tem muito dessa planta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia na verdade esta planta tem no Brasil todo, principalmente em áreas de Cerrado, em Mato Grosso tem muito.

      Excluir
  2. Primeiramente bom dia. Aqui em bertioga tem muito dessa planta

    ResponderExcluir