25 de junho de 2019

Aymara

Aymara Lodge está localizada à 125 km Cuiabá, às Margens do Rio Novo, Município de Poconé no Estado de Mato Grosso.

A Pousada está localizada numa reserva de 252 hectares, no Km 25 da Estrada Parque Transpantaneira, as margens do Rio Novo.

Está bem posicionado com muitas  sombras  de frondosas árvores,  proporcionando um clima muito agradável aos clientes.

Conheçam Aymara Lodge no Pantanal de Mato Grosso


O Restaurante

Aymara Lodge está localizada à 125 km Cuiabá, às Margens do Rio Novo, Município de Poconé no Estado de Mato Grosso.

A Pousada está localizada numa reserva de 252 hectares, no Km 25 da Estrada Parque Transpantaneira, as margens do Rio Novo.

Está bem posicionado com muitas  sombras  de frondosas árvores,  proporcionando um clima muito agradável aos clientes.

Na Aymar a natureza e o homem estão em plena sintonia e harmonia.

 O ambiente é  rústico e aconchegante com  a autenticidade dos chalés que respeitam o entorno natural e cercado por áreas que servem de redário.

Cada chalé contem  apartamentos duplos com banheiro individual, ar condicionado e ventilador de teto e amplas janelas com proteção de tela mosquiteiro. 

Os móveis foram confeccionados de forma artesanal.   

Os passeios são pautados em  trilhas com o mínimo graus de dificuldade.

O Rio Novo fica a 30 metros do restaurante/bar que se navega com canoa à remo.

Nas trilhas e no rio é possível se contemplar a biodiversidade pantaneira .

O Turista pode também  avistar nas áreas comuns da pousada animais, tais como: quatis, mutuns, carcarás, macacos-prego, bugios, papagaios, pacas, saguis e jacarés. 

A Pousada e um ótimo lugar para se desfrutar de  tranquilidade, lazer, Turismo e conhecimentos da natureza, sendo uma ótima oportunidade  de descanso.


Acomodações. 

Texto: Geraldo Lucio 

CONTATOS:

Fones: 65. 99922.4073/99997.3045

Endereço: Rodovia Transpantaneira km 25. CEP 78175.000 . Poconé/MT

AYMARA LODGE no Pantanal de Mato Grosso.


AYMARA LODGE

Localizada no Pantanal Norte, uma das regiões de maior abundância de vida selvagem do planeta, a Aymara Lodge é uma nova pousada que oferece aos seus hóspedes uma autêntica experiência de imersão na natureza sem abrir mão do conforto. Nossos apartamentos ficam em meio a um bosque e à beira de um corixo (pequeno curso d’água do Pantanal), onde animais como o jacarés, capivaras, lobetes, pacas, quatis e macacos são vistos diariamente, em seu habitat natural, assim como diversas espécies de aves, entre elas a arara azul, o papagaio verdadeiro, o mutum e os tucanos.

A propriedade onde se localiza a pousada é um verdadeiro refúgio ecológico que abriga animais como o cervo do pantanal, anta, jaguatirica, ariranha e até mesmo a onça pintada! Temos aqui uma imensa diversidade de espécies de aves, o que faz da Aymara Lodge um dos melhores pontos para observação de aves no Brasil! Nossa localização é estratégica para aqueles que planejam conhecer melhor a vasta planície pantaneira: a partir daqui se pode percorrer toda a rodovia transpantaneira e a porção norte do Pantanal.


Acomodações


Nossos apartamentos são espaçosos, charmosos e confortáveis, dispõe de ar condicionado e ventilador de teto.


Ver mais

O Restaurante Curicaca oferece aos hóspedes da pousada um cardápio refinado inspirado na culinária regional, onde os peixes dos rios pantaneiros e a boa carne produzida na região estão sempre presentes.

 Restaurante

CUIDADOS COM A NATUREZA

A conservação é parte intrínseca das atividades da Aymara Lodge. Além de todos os cuidados com o uso de eletricidade, água e efluentes, nossa propriedade é uma reserva particular dedicada exclusivamente ao ecoturismo, preservação e estudos, onde pesquisadores contam com uma estrutura de apoio exclusiva para eles.

Fones: 65. 99922.4073/99997.3045

Endereço: Rodovia Transpantaneira km 25. CEP 78175.000 . Poconé/MT

Contato

© 2019 por Aymara Lodge.

Governo regulamenta nova modalidade de concessão de títulos para áreas rurais


Pequeno produtor rural de café em Colniza. - Foto por: Secom-M


Governo regulamenta nova modalidade de concessão de títulos para áreas rurais

on: junho 25, 2019In: AgriculturaNo Comments

 Print Email

A Regularização Fundiária Onerosa Especial (RFOE) veio cumprir uma lacuna na legislação, amparando os ocupantes que não puderem cumprir alguns requisitos da modalidade onerosa.

Os processos de regularização de áreas rurais incidentes em terras públicas, que estão tramitando no Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), passam a ter nova denominação prevista no decreto nº 146/19, publicado do Diário Oficial desta segunda-feira (24).

A novidade é a instituição da Regularização Fundiária Onerosa Especial (RFOE) que veio cumprir uma lacuna na legislação amparando os ocupantes que não puderem cumprir alguns requisitos da modalidade onerosa, sendo eles: a exploração, direta ou indireta, pelo ocupante e sua família e a prática de cultura efetiva na área.

Além desta modalidade, a regularização onerosa e a modalidade gratuita, já existentes na autarquia, passam a se denominar Regularização Fundiária Onerosa (RFO), e Regularização Fundiária Gratuita (RFG).

Conforme o presidente do Intermat, Francisco Serafim de Barros, a intenção é destravar a regularização fundiária de Mato Grosso – que possui hoje mais de 40 mil processos tramitando na autarquia – e garantir segurança jurídica ao cidadão que quer produzir e gerar renda no meio rural.

O decreto regulamenta a  alteração do Código de Terras do Estado publicada em abril deste ano, a primeira atualização da Lei desde a sua criação, em 1977. Entre os principais avanços, a possibilidade de o ocupante da terra adquirir o imóvel do Estado por compra direta, regularizando definitivamente sua atividade produtiva, além da celeridade no processo de aquisição.

Regularização Fundiária Gratuita

A modalidade de concessão gratuita do título da terra já era uma opção, mas mudou alguns parâmetros para garantir que o benefício atingirá o seu públic alvo. Entre os critérios, a necessidade de ser o único imóvel do requerente, que haja posse há mais de cinco anos, não ter sido beneficiado por programa de regularização, e a renda de atividade não agrária não deve ultrapassar três salários mínimos ou um salário mínimo por pessoa.

Para obtenção desse benefício serão consideradas os módulos fiscais de cada município de acordo com a Instrução Especial INCRA nº  20, de 28 de maio de 1980.

Regularização Fundiária Onerosa e Onerosa Especial

Para a regularização onerosa, o requerente não  pode ter sido contemplado anteriormente com aquisição de terras públicas cuja área somada com a atual pretensão ultrapasse 2,5 mil hectares. Deve ainda comprovar que explora a área e mantém cultura efetiva, ocupação mansa e pacífica, e por fim, realizar o pagamento do valor da pauta da regularização rural, das taxas e demais despesas necessárias ao procedimento de regularização.

Já a categoria especial de regularização, prevista no art. 9º do Código de Terras do Estado, permite que o ocupante que não conseguir comprovar a a exploração, direta ou indireta, por sua família, e a prática de cultura efetiva na área, poderá suprir tais exigências apresentando carta de confinantes e documentos comprovatórios da posse como: inscrição estadual, inscrição no Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), notas fiscais de compra e venda de insumos, Cadastro Ambiental Rural (CAR), e qualquer outro documento que demonstre ser o interessado o único e legítimo possuidor do imóvel.

A categoria ainda prevê que quem regularizar pela categoria onerosa especial não poderá transferir o imóvel por um prazo de cinco anos, além de respeitar a legislação ambiental, destinar a terra a cultura efetiva, e ainda o compromisso de não exploração de mão de obra em condição análoga à de escravo ou infantil. O descumprimento terá como pena a reversão da área em favor do Estado.

Confira o decreto na íntegra.

Do DayNews com informações de Lorena Bruschi | Secom-MT

Encontro com Profissionais de Turismo


No dia 29 de junho, das 9h30 às 13h30, o Memorial da Resistência de São Paulo promoverá um Encontro com Profissionais de Turismo, discutindo o papel das Instituições Museológicas e dos Lugares de Memória, na reflexão sobre as tradições indígenas na metrópole contemporânea.

O Encontro é destinado a profissionais e a quem se interessar pelos temas debatidos.

Certificação: emitida pelo Memorial da Resistência de São Paulo

Número de vagas: 130

Inscrições até 28 de junho de 2019

Local: Largo General Osório, 66 – Luz – Auditório Vitae

*Obrigatório

Nome *

Sua resposta

E-mail *

Sua resposta

Telefone

Sua resposta

Data de Nascimento

DD

/


MM

/


AAAA

Formação

Sua resposta

ENVIAR

Nunca envie senhas pelo Formulários Google.

Este conteúdo não foi criado nem aprovado pelo Google. Denunciar abuso - Termos de Serviço