11 de junho de 2018

O Presidente da EMPAER participa de Oficina em Campo Grande para debater os Desafios e Oportunidades do Bioma Pantanal.



O Presidente da EMPAER · Cândido dos Santos Rosa Júnior, juntamente com o Diretor de Pesquisa e Fomento da EMPAER
Wininton Mendes da Silva, paeticipam em Campo Grande de uma Oficina para debater os Desafios e Oportunidades para o Desenvolvimento do Bioma Pantanal.  

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa),   realizou  no dia 11 de junho de 2018, das 8h às 17h30, a oficina temática “Desafios para o Desenvolvimento Agricultura Sustentável: Bioma Pantanal”.

O evento foi  realizado na cidade Campo Grande/MS,  no Novo Hotel.

O encontro,  contou  com a participação de especialistas em agricultura do Bioma Pantanal, está inserido em um contexto de desenvolvimento de uma série de diálogos técnicos, com o objetivo de coletar opiniões e gerar conhecimentos sobre os temas em debate que servirão de insumos na construção de um relatório a ser preparado pela Embrapa.

 O relatório contribuirá para a identificação dos principais desafios para o desenvolvimento, assim como, posteriormente, à preparação da “Estratégia País” do BID com o Brasil para os próximos quatro anos.

Segundo Candido, a Empresa de Pesquisa Assistência Técnica  e Extensão Rural  de Mato Grosso - EMPAER- MT,  tem escritórios em todos os municípios do Pantanal e com certeza através de seus técnicos de campo poderá contribuir para o desenvolvimento do Bioma Pantanal.

Já o Agente Técnico Geraldo Lucio da EMPAER que está a disposição da SEADTUR, esteve no evento representando o Secretário Adjunto de Turismo Jaime Okamura, sua participação teve foco no segmento do Turismo Rural, Ecoturismo, Pesca Esportiva e outros. 

Após esta evento (oficina), vamos estar repassando as informações fruto das discussões da oficina a nossa equipe técnica para que possamos interagir através das cadeias produtivas da agricultura, pecuária e turismo rural  no contextodi desenvolvimento sustentável do Pantanal, finaliza Candido.

A oficina contou de uma apresentação inicial sobre os principais desafios da agricultura nacional, no que diz respeito aos aspectos econômicos, sociais e ambientais relativos aos biomas brasileiros.

Na sequência, os grupos de trabalho  formados foram convidados a refletirem sobre as potencialidades e desafios nas dimensões ambiental, econômica e social, buscando assim soluções e definindo as instituições que poderão ser protagonistas na proposição e elaboração de políticas públicas.

Um comentário:

  1. Parabens.muoto importante essas trocas de Experiencoas entre Estados com profissionais gabaritados como voce e passando experiencias inusitadas para os profissionais ali representando o nosso Estado MS .vamos esperar os frutos .

    ResponderExcluir